Neovia - Ferme du Futur

VAMOS CRIAR JUNTOS A FAZENDA DO FUTURO SEGUNDO A NEOVIA

A Neovia tem a determinação de se posicionar entre as empresas mais inovadores no campo da nutrição e da saúde animal. Para isso, a empresa investe há anos na inovação (inauguração de um laboratório de análises dos mais modernos em 2013, inauguração do We’nov, seu centro mundial de inovação em 2016, um investimento na análise de dados e objetos conectados). Este investimento constando da inovação deve hoje ser completado por uma capacidade de experimentação mais tecnológica, baseada em ferramentas (big data, digital) e abordagens novas (modelização dos ensaios, análise comportamentais do animal, …). Ele deve também estar totalmente conectado com os novos desafios sociais, a fim de posicionar claramente os criadores (fazendas conectadas, domótica) e consumidores (crianças, adultos) no coração da nossa iniciativa. Para atingir esses objetivos, a Neovia se coloca um novo desafio: o de construir a Fazenda do Futuro.

O projeto

O projeto Fazenda do Futuro constituirá o centro nevrálgico de uma rede francesa e internacional (o Brasil num primeiro tempo e depois a Ásia) de fazendas do futuro conectadas. Esta rede será constituída por fazendas do futuro detidas em mãos próprias (estações experimentais da Neovia no mundo), assim como fazendas privadas ou parcerias públicas. Ele funcionará em estreita interação com o conjunto das partes interessadas: universidades, institutos de pesquisa, clientes e fornecedores.

O centro de estudos brasileiro, dedicado aos animais de companhia, mas igualmente ativo nos campos da aquacultura e dos ruminantes, será, em 2020, o primeiro polo internacional conectado à rede mundial de fazendas do futuro.

Os eixos prioritários da Fazenda do Futuro

  • Criação de precisão e criação sustentável. Os objetos conectados (captadores, coleiras conectadas, chips… permitem recolher um grande número de dados sobre os animais de criação e seu meio ambiente (construções, …). Um dos objetivos da Fazenda do Futuro será coletar e valorizar esses dados de modo a compreender, em tempo real, as necessidades de cada animal e utilizar a justa quantidade de alimentos para os nutrir e melhorar as suas performances zootécnicas. A alimentação de precisão permite reduzir o impacto da criação no meio ambiente e garantir um desenvolvimento adaptado do animal. Ela está coordenada com uma reflexão sobre os desafios da higiene e da dietética.
  • O prazer do criador e o quadro de trabalho repensado. A revalorização da profissão de criador é um dos eixos prioritários da Fazenda do Futuro. Esta revalorização deve traduzir-se por um equilíbrio econômico reencontrado e um melhor equilíbrio da vida quotidiana. Ela induz igualmente um quadro de trabalho repensado (arquitetura das construções repensada, domótica e conectividade, ergonomia).
  • Análise comportamental e pilotagem preditiva. A observação comportamental dos animais (especificamente graças às ferramentas de conectividade), combinada com a análise estatística e um tratamento inovador dos dados, permite identificar as tendências recorrentes e antecipar o aparecimento de riscos maiores. A Neovia deseja desenvolver as ferramentas de « pilotagem preditiva » que permitirão aos criadores antecipar melhor uma série de riscos (sanitários, meteorológicos, …) e minimizar assim os seus impactos, para um comportamento de criação mais eficaz e sereno.
  • Co-inovação. A rede de fazendas do futuro tem por meta resoluta favorecer as interações e permitir aos seus diferentes contribuidores co-elaborar sempre soluções tecnológicas e científicas a fim de construir a criação de amanhã e fazer evoluir as nossas práticas.
  • Formação contínua dos « e-criadores ». As novas tecnologias têm transformado profundamente a nossa forma de trabalhar e vão continuar a impactar a evolução das nossas profissões. Por essa razão, a Neovia deseja acompanhar e favorecer a formação dos criadores, a fim de lhes permitir integrar melhor as novas técnicas e as novas práticas no seu desenvolvimento. A Neovia deseja favorecer a emergência de um novo tipo de criador: « o e-criador ». A Neovia deseja igualmente acompanhar esses criadores na sua formação a curto e a médio prazo (MOOC dedicados, institutos…).
  • Interação com os consumidores. Os criadores e consumidores devem manter um diálogo regular para que os criadores entendam melhor as expectativas dos consumidores e garantir que estes têm uma visão equilibrada dos desafios e das problemáticas que enfrentam os criadores. A Fazenda do Futuro vai desempenhar esse papel de ponto de encontro, de lugar de diálogo e de « vitrine tecnológica » para facilitar o diálogo e integrar os desafios da sociedade nas práticas (troca de ideias com sociólogos, com jovens interlocutores, novos públicos,…).